Educação domiciliar é uma prática norte-americana e de países europeus

 
Foto do Google
O termo homeschooling é de origem inglesa e significa educação escolar em casa. Este método já é praticado na Europa e nos Estados Unidos. No final do ano passado o Supremo Tribunal Federal (STF) foi desfavorável a essa modalidade, no Brasil. A prática da educação domiciliar é semelhante ao tipo de educação denominada preceptoria, utilizada antigamente por famílias tradicionais. Um exemplo de preceptoria é o trabalho realizado pela personagem Miss Celine, que cuidava da educação das filhas de Dom Sabino, na novela "O Tempo não Pára". Fatores como violência, bullyng e indisciplina contribuem para que famílias optem pela educação domiciliar. A legislação brasileira não autoriza a prática desse método de ensino, tendo em vista que, a Constituição diz que a educação é dever do Estado. Na educação familiar os pais decidem quais conteúdos devem aplicados. Segundo à Associação Nacional de Educação Domiciliar (ANED), em 2016 cerca de 6 mil crianças já eram atendidas através do homeschooling, no Brasil, apesar do método ainda não ser legalizado. No caso de um avanço desse método no Brasil, ficaria a dúvida sobre sua eficácia, devido ao fato de muitos estudantes serem oriundos de famílias de baixo poder econômico que não teriam estrutura financeira para ofertar um atendimento adequado. As escolas enfrentam grande dificuldade quanto à participação dos pais na vida escolar dos filhos. Muitas famílias transfere para a escola a educação que é dever delas. Esse seria outro fator que poderia dificultar a aplicação desse método. Vale lembrar também que para oferecer aos filhos uma boa formação, os pais precisam possuir um alto nível de conhecimento, ou então, contar com recursos financeiros para contração de um profissional e para adquirir materiais de suporte para aulas mais dinâmicas.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem