Escolas cívico-militares: início de ano sem a presença dos militares


Escolas cívico-militares iniciam ano letivo sem policiais        Foto: Google

Para melhorar a educação no Brasil o governo federal lançou em setembro do ano passado, o Programa Nacional das Escolas Cívico-militares.

Apesar das expectativas o ano letivo nas escolas contempladas  com programa, vai começar sem os militares.

As escolas terão a presença dos militares para atuarem em tutorias e na área administrativa. Não haverá presença de militares em sala de aula.


O Ministério da Educação diz que os militares serão contratados nos primeiros meses do ano, e orienta as escolas para que iniciem suas atividades e aguardem que os militares sejam inseridos nas instituições de ensino.

Apesar dos elogios do presidente Bolsonaro e do ministro da educação Abraham Weintraub, a crise vivida pelo MEC nos últimos dias pode afetar o programa e outras políticas do ministério.

A seleção dos militares que atuarão nas escolas foi prejudicada pela dificuldade do MEC  para definir quais instituições participariam do programa . O anúncio das escolas contempladas só aconteceu no final de novembro.

Fonte: UOL Educação

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem